Enter your keyword

post

Como era o mundo da última vez em que o PIB da Austrália encolheu, em 1991

Como era o mundo da última vez em que o PIB da Austrália encolheu, em 1991

Ayrton Senna se tornava tricampeão na F1, e Vamp estava no ar

CANBERRA – Enquanto o Brasil debate se o segundo trimestre consecutivo de alta da economia já representa a saída da recessão que assola o país desde 2014, na Austrália o cenário é bem diferente. Lá, o PIB cresceu pelo 104º trimestre seguido, um recorde mundial. Ou seja, da última vez que a economia australiana encolheu, há 26 anos, o mundo nem sonhava com o iPhone, e o Brasil ainda era apenas tricampeão em Copas do Mundo.

Naquele ano, Daniela Mercury fazia sucesso com a música “Swing da cor”, e Paula Toller, no Kid Abelha, com “Grande Hotel”. Já o Legião Urbana, com Renato Russo ainda vivo, lançava seu disco “V”, que tinha faixas como “Metal contra as nuvens” e “O teatro dos vampiros”. Em programas de TV e rádio, Zezé di Camargo e Luciano eram figurinha fácil com o hit “É o amor”.

Além de ser o último ano em que o PIB australiano registrou variação negativa, 1991 foi o ano em que o cantor Freddie Mercury morreu, e o último em que Ayrton Senna se sagrou campeão na Fórmula-1, conquistando o tri.

Ayrton Senna no cockpit em 1991: piloto conquistou o tricampeonato naquele ano, seu último título na Fórmula-1 

Nos cinemas, havia o documentário “Na cama com Madonna”, que mostra a vida da cantora durante uma turnê; a comédia “O pai da noiva”, com Steve Martin; além do longa “A família Addams” com Christina Ricci no papel de Wandinha; e “Os Trapalhões e a árvore da juventude”. Nas telinhas, passavam “Salomé”, “Vamp” e “Felicidade”.

O feito é ainda mais significativo quando se destaca que a Austrália continuou a crescer mesmo durante a recessão causada pela crise financeira de 2008. Segundo dados anunciados nesta quarta-feira, o PIB australiano ficou 0,8% maior no segundo trimestre de 2017 em relação aos três meses anteriores e 1,9% na comparação anual.
Fonte:  globo.com

Deixe seu Comentário